Igreja Batista Regular em Diadema - IBARD

Caça Lobos
lobo



O Mormonismo é uma Religião Cristã?

 

Matt Slick – Tradução de Cíntia Allsup

“O Mormonismo é uma religião cristã?” Essa é uma pergunta muito importante. A resposta é igualmente importante e simples: não, o Mormonismo não é uma religião cristã.

Se você é mórmon, entenda que não estou tentando atacar você, seu caráter, ou a sinceridade de sua crença. Se você não é mórmon e está interessado nessa religião, ou se você é um cristão que está simplesmente pesquisando sobre o assunto, então este artigo pode ajudá-lo.

A razão pela qual o Mormonismo não é uma religião cristã é porque nega uma ou mais doutrinas essenciais do Cristianismo. Dentre essas doutrinas (há somente um Deus, Jesus é Deus encarnado, o perdão de pecados é somente pela graça, Jesus ressuscitou fisicamente dos mortos, o evangelho é a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus), três são negadas pelo Mormonismo: a existência de um só Deus, a pessoa de Jesus Cristo e a suficiência de sua salvação.

O Mormonismo ensina que Deus, o Pai, tem um corpo de carne e ossos (Doutrinas e Convênios 130:22) e que Jesus é um ser criado, gerado no céu como um dos filhos espirituais de Deus (James Talmage, Jesus the Christ, pg.8). Isso está em total contradição com o ensino bíblico de que Jesus é Deus encarnado (Jo 1.1,14), eterno (Jo 1.1, 2, 15), não criado, ainda que nascido na Terra (Cl 1.15), e criador de todas as coisas (Jo 1.3; Cl 1.16-17). Jesus não pode ser criação e não-criação ao mesmo tempo. Embora o Mormonismo pregue que Jesus é Deus encarnado, ensina que Ele é apenas “um deus”. Um dos três deuses que formam a supremacia da Trindade (Articles of Faith, por Talmage, p.35-40). Os três deuses são o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Esse ensino está em direta contradição com a doutrina bíblica de que há somente um Deus (Is 44.6,8; 45.5). Veja em Trindade outros artigos mais específicos sobre este tema.

Assim, o Mormonismo nega a verdade bíblica acerca de quem é Deus, Jesus, de como o perdão dos pecados é alcançado e sobre o que é o evangelho. O Mórmon, desta forma, não é cristão - apesar de declarar-se cristão.

O que Mormonismo ensina?

A teologia Mórmon ensina que Deus é apenas um entre inúmeros deuses; ensina que Ele era um homem que veio de outro planeta, que se tornou deus seguindo as leis e ordenanças do deus daquele mundo, e que trouxe uma de suas esposas para a Terra com quem gerou filhos espirituais que habitaram os corpos humanos no nascimento. O primeiro filho espiritual que nasceu foi Jesus. O segundo foi Satanás e, então, nós todos viemos a seguir. Contudo, a Bíblia diz que existe somente um Deus (Is 43.10; 44.6,8; 45.5) e que Deus é Deus desde a eternidade (Sl 90.2), o que significa que Ele nunca foi um homem que veio de outro planeta. Considerando que a Bíblia nega a existência de outros deuses (e deusas), essa idéia de que Jesus é produto de um casal de deuses é rejeitada. A Bíblia nos diz que esse Jesus - o Jesus do Mormonismo - definitivamente não é o mesmo Jesus da Bíblia. Assim, a fé colocada no Jesus Mórmon é uma fé enganosa, pois o Jesus dos mórmons não existe.

Além disso, o Mormonismo ensina que o sacrifício de Jesus na cruz (e o recebimento deste sacrifício pela fé) por si só, não é suficiente para conceder perdão dos pecados. O perdão dos pecados é obtido através do esforço cooperativo com Deus, isto é, nós devemos ser bons e seguir as leis e ordenanças da Igreja Mórmon para sermos perdoados. Considere James Talmage, uma figura mórmon muito importante, que disse: “O dogma sectário da justificação somente pela fé tem exercido uma influência maligna, (Articles, p. 432), e “portanto, é justa a doutrina bíblica de que a salvação venha através da obediência (Articles, p. 81). Essa declaração claramente contradiz a doutrina bíblica do perdão dos pecados pela graça através da fé (Rm 5.1; 6.23; Ef 2.8-9) e a doutrina de que as obras não têm parte em nossa salvação, sendo apenas o resultado dela (Rm 4.5; Tg 2.14-18).

Para confundir ainda mais, o Mormonismo declara que a salvação possui dois aspectos: ensinam que a salvação é ao mesmo tempo perdão dos pecados e ressurreição universal. Contudo, a Bíblia diz que salvação é perdão dos pecados, não simplesmente ressurreição universal. Enquanto o Mormonismo declara que o perdão dos pecados não é alcançado somente pela fé, a Bíblia ensina exatamente o oposto. Quem está correto? A Bíblia, obviamente.

O Mormonismo e a Bíblia

Com o intuito de justificar sua teologia aberrante, o Mormonismo desmoraliza a autoridade e a credibilidade da Bíblia. O oitavo artigo de fé da Igreja Mórmon declara: “Acreditamos que a Bíblia é a Palavra de Deus até onde sua tradução for correta.” Isso significa que onde a Bíblia entra em contradição com o Mormonismo, ela não é confiável.

Um fato interessante é que Joseph Smith supostamente corrigiu a Bíblia no que chamou de “A Versão Inspirada”, mas esta não é utilizada pelos membros da Igreja de SUD. Embora os mórmons declarem crer na Bíblia, na realidade, não crêem. Baseiam suas interpretações em pressuposições Mórmons em vez de deixar a Bíblia falar por si mesma. Por exemplo, onde a Bíblia diz que não há outros deuses no universo (Is 43.10; 44.6,8), interpretam como “não há outros deuses neste mundo” - não é isso que esses versículos dizem. Eles não acreditam na Bíblia e constantemente afirmam que a Bíblia não foi traduzida corretamente.

Conclusão

Por que o Mormonismo não é uma religião cristã? O mormonismo não é uma religião cristã porque nega que existe somente um Deus; nega o verdadeiro evangelho; nega que Jesus é o criador; adiciona obras à salvação; distorce os ensinos bíblicos sobre a redenção e desmoraliza a autoridade e confiabilidade da Bíblia.

CARM.org não nega que os mórmons sejam pessoas boas que adoram a “um deus”, que compartilham das mesmas palavras usadas pelos cristãos, que ajudam seu povo e que fazem muitas coisas boas. Mas não é isso o que torna alguém cristão. Jesus disse em Mateus 7.21-23: “Nem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres? Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!” Ser cristão não significa fazer parte de uma igreja, fazer boas obras ou simplesmente acreditar em Deus. Ser cristão significa que você confiou no verdadeiro Deus para sua salvação - no verdadeiro Jesus - não no irmão de Satanás, não no deus dos mórmons, não no evangelho Mormonismo. O Mormonismo é uma farsa que não pode salvar ninguém.

CARM - Christian Apologetics and Research Ministry 

www.carm.org

 
As Doutrinas Estranhas do Mormonismo

 

 

 

As doutrinas do Mormonismo ficaram mais estranhas à medida que a seita se desenvolveu. Atualmente, as doutrinas mórmons são as seguintes:
(Observação: Estas doutrinas são documentadas por escritores mórmons, não por opositores do mormonismo.)

  1. O verdadeiro evangelho foi perdido na terra. O Mormonismo é a sua restauração, Mormon Doctrine, by Bruce R. McConkie, p. 635. Eles ensinam que existiu uma apostasia e que a verdadeira igreja deixou de existir na terra.
  2. Nós precisamos de profetas hoje, da mesma maneira que no Antigo Testamento, Mormon Doctrine, p. 606.
  3. O Livro de Mórmon é mais correto que a Bíblia, History of the Church, vol 4, p. 461.
  4. Não existe salvação fora da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Mormon Doctrine, p. 670.
  5. Existem muitos deuses, Mormon Doctrine, p. 163.
  6. Existe uma deusa mãe, Articles of Faith, by James Talmage, p. 443.
  7. Deus foi um homem em um outro planeta, Mormon Doctrine, p. 321.
  8. Depois de você tornar-se um bom mórmon, você tem potencial para tornar-se um outro deus, Teachings of the Prophet Joseph Smith, p. 345-347, 354.
  9. Deus, o Pai, tem um pai (Orson Pratt in The Seer, p. 132; Um dos propósitos do The Seer era "elucidar" a doutrina mórmon, The Seer, 1854, p. 1).
  10. Deus, o Pai, tem um corpo de carne e ossos, Doctrine and Covenants, 130:22.
  11. Deus tem a forma de um homem, Joseph Smith, Journal of Discourses, vol. 6, p. 3.
  12. Deus é casado com a sua esposa-deusa e tem filhos espirituais, Mormon Doctrine, p. 516.
  13. Nós fomos gerados primeiro como bebês espirituais no céu e então nascemos naturalmente na terra, Journal of Discourses, vol. 4, p. 218.
  14. O primeiro espírito que nasceu no céu foi Jesus, Mormon Doctrine, p. 129.
  15. O Diabo nasceu como um espírito depois de Jesus "na manhã da pré-existência" Mormon Doctrine, p. 192.
  16. Jesus e Satanás são espíritos irmãos, Mormon Doctrine, p. 163.
  17. Um plano de salvação era necessário para as pessoas na terra. Então, Jesus e Satanás apresentaram cada um o seu plano, e o plano de Jesus foi aceito. O Diabo quiz ser o salvador da humanidade para "anular a identidade dos homens e destronar a deus." Mormon Doctrine, p. 193; Journal of Discourses, vol. 6, p. 8.
  18. Deus teve relações sexuais com Maria para produzir o corpo de Jesus, Journal of Discourses, vol. 4, 1857, p. 218.
  19. O sacrifício de Jesus não é suficiente para limpar-nos de todos os nossos pecados, Journal of Discourses, vol. 3, 1856, p. 247.
  20. As boas obras são necessárias para a salvação, Articles of Faith, p. 92.
  21. Não existe salvação sem aceitar Joseph Smith como um profeta de Deus, Doctrines of Salvation, vol. 1, p. 188.
  22. Batismo pelos mortos, Doctrines of Salvation, Vol. II, p. 141. Esta é a prática de alguém batizar-se em lugar de alguém, não-mórmon, que já tenha morrido. Eles crêem que, no após vida, a pessoa "nova batizada" esteja habilitada a entrar em um céu mórmon de maior nível.
  23. Existem três níveis de céu: Telestial, Terrestrial e Celestial, Mormon Doctrine, p. 348.

CARM - Christian Apologetics and Research Ministry 

www.carm.org

 

 

 
A História do Mormonismo

 

O Mormonismo teve início com Joseph Smith Jr.que nasceu em 25 de Dezembro de 1805, em Vermont. Ele era o quarto filho de  Lucy e Joseph Smith. O pai de Joseph era conhecido como caçador de tesouros enterrados, particularmente o do Capitão Kidd. Sua mãe era extremamente supersticiosa.

Joseph Smith Jr. afirmou que estava perturbado pelas diferenças entre as denominações do Cristianismo e perguntava-se qual seria a verdadeira. Em 1820, quando ele tinha 14 anos, ele foi para a mata para orar a respeito disto e alegou que Deus, o Pai, e Jesus apareceram a ele e lhe disseram para não unir-se a qualquer daquelas igrejas denominacionais.

Três anos depois, em 21 de setembro de 1823, quando tinha 17 anos, um anjo chamado Moroni, que supostamente era filho de Mórmon, o líder de um povo chamado Nefitas, que tinha vivido na América, apareceu a ele e lhe disse que fora escolhido para traduzir o Livro de Mórmon que fora compilado pelo pai de Moroni perto do quarto século. O livro fora escrito em placas de ouro e escondido próximo de onde Joseph vivia em Palmyra, Nova York. Joseph Smith disse que em 22 de setembro de 1827 ele recebeu as placas e que o anjo Moroni o instruiu a iniciar o processo de tradução. A tradução foi finalmente publicada 1830 como o Livro de Mórmon. Joseph afirmou que durante este processo de tradução, João Batista apareceu-lhe e ordenou-lhe que completasse o trabalho divino de restaurar a verdadeira igreja pela pregação do verdadeiro evangelho que, alegadamente, havia se perdido da Terra.

O Livro de Mórmon é, supostamente, a história de um povo que veio viver no Meio-Leste da América do Norte. Ele cobre o período de 600 a.C. a 400 d.C. Fala acerca dos Jareditas, povo que originou-se na Torre de Babel e que veio para o centro da América, mas que pereceu por causa da sua própria imoralidade. Ele descreve, também, alguns judeus que fugiram da perseguição em Jerusalém e vieram para a América liderados por um homem chamado Nefi. Os judeus eram divididos em dois grupos conhecidos como Nefitas e Lamanitas, que lutavam entre si. Os Nefitas foram eliminados em 428 d.C. Os Lamanitas continuaram e são conhecidos como os Índios Americanos. O Livro de Mórmon é o registro do líder Nefita, Mórmon, acerca da sua cultura, civilização e da aparição de Jesus aos americanos.

Depois da publicação do Livro de Mórmon, o mormonismo começou a crescer. Devido ao fato da sua religião aceitar desvios do Cristianismo, como por exemplo, pluralidade de deuses, poligamia (dizem que Joseph teve 27 esposas), etc., a perseguição forçou-os a mudarem-se de Nova York para Ohio, depois para o Missouri, e finalmente para Nauvoo, Illinois. Depois de ser acusado de quebrar algumas leis em Nauvoo (por destruir uma gráfica que estava imprimindo uma publicação que alertava contra o mormonismo), Joseph e seu irmão Hyrum terminaram na cadeia. Depois, uma multidão invadiu a cadeia e matou Joseph e seu irmão.

Depois da sua morte, a igreja dividiu-se em dois grupos: um liderado pela sua viúva, que voltou para Independence, Missouri. Eles eram conhecidos como Reorganized Church of Jesus Christ of Latter-day Saints (A Igreja Reorganizada dos Santos dos Últimos Dias). Eles afirmavam ser a igreja verdadeira e permaneceram afirmando ter a sucessão legal da presidência da igreja que fora passada para o filho de Joseph Smith por ele mesmo. O outro grupo, liderado por Brigham Young, foi para Utah onde, em 1847, chegaram ao Lago Salgado e fundaram a cidade de Salt Lake City. Brigham teve 25 esposas e acumulou muita fortuna.

CARM - Christian Apologetics and Research Ministry 

www.carm.org

 
Você está estudando com os mórmons ou pensando em se tornar membro da Igreja Mórmon?

Matt Slick – Tradução de Cíntia Allsup

 

Você está interessando em se tornar membro da Igreja Mórmon? Está curioso para saber mais sobre o Mormonismo? Talvez você já tenha estudado, ou esteja estudando neste momento com missionários mórmons. É possível que você até ache que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (SUD) é uma igreja cristã que preza a família e que está cheia de pessoas devotas a Deus. Se este for o caso, existem algumas coisas que você precisa saber antes de tomar sua decisão.

O Mormonismo é considerado uma seita por toda a comunidade cristã. Experimente ir à uma livraria cristã e dar uma olhada na seção de seitas e cultos; lá encontrará vários livros sobre Mormonismo. Contudo, somos nós simplesmente pessoas "antimórmons" que odeiam a Igreja de SUD? Não posso falar em nome de todas as pessoas que se opõem ao Mormonismo, mas, pessoalmente não tenho nenhum tipo de ressentimento. Nunca fui mórmon e nunca nenhum mórmon fez algo contra mim. Eles são pessoas maravilhosas. Porém, as pessoas em si não são o problema, o problema é o que ensinam, que simplesmente não é cristão.

Os missionários mórmons dizem que houve uma apostasia, e que Joseph Smith foi quem restaurou o verdadeiro evangelho nesta terra. Essa é uma afirmação típica de toda seita. Afirmam que a atual Igreja Cristã é falsa e que o líder fundador deles restaurou a "verdade". Mas para fazer com que você aceite essa versão, os missionários mórmons precisam invalidar o Cristianismo.

O Cristianismo ensina que existe somente um Deus. O Mormonismo ensina que existem vários. O Cristianismo ensina que você não pode se tornar um deus. O Mormonismo diz que você pode. Na verdade, o Mormonismo ensina que Deus era um homem que veio de outro planeta, que alcançou a posição divina e trouxe uma de suas esposas com ele para este mundo. Se estiver duvidando, leia abaixo as citações extraídas de documentos escritos por mórmons.

Como toda seita, o Mormonismo usa a Bíblia para apoiar suas doutrinas, mas a usa inadequadamente. Por exemplo, onde a Bíblia diz que não existem outros deuses além de Deus (Isaías 43.10; 44.6,8), os mórmons rapidamente adicionam "deste mundo"; dando a entender que realmente existem outros deuses por aí e que a Bíblia fala apenas sobre este mundo aqui, não sobre outros. Eles citam com frequência 1 Coríntios 8.5-6, que menciona a existência de outros deuses, mas ao fazer isso, falham em ler exatamente o que o texto diz: os "chamados deuses". Paulo estava falando sobre os falsos deuses, não sobre o verdadeiro Deus vivo. Os mórmons frequentemente deturpam as Escrituras e usam versículos fora do contexto para fazê-los comunicar o que querem.  Aqueles que não têm bom conhecimento do que a Bíblia realmente ensina serão facilmente enganados por esta seita.

Por que isso é importante?

Isso é importante porque é sua salvação eterna que está em jogo. Deus nos alertou a não servirmos a falsos deuses (Êxodo 20), que por natureza, não são verdadeiramente deuses (Gálatas 4.8). Ele nos chamou a crermos no verdadeiro Cristo, não no falso Jesus das seitas (Mateus 24.24). O deus dos mórmons é uma farsa e não pode salvar você nem ninguém.

Se você confiar em um falso deus para sua salvação, estará se condenando eternamente ao inferno. Por que? Porque no final das contas, falsos deuses não existem, exceto na mente daqueles que acreditam neles. Saiba que mesmo sendo uma boa pessoa, mesmo frequentando a igreja mórmon, cuja aparência é impecável, e crendo na doutrina Mórmon sobre um homem que veio de outro planeta, você passará sua eternidade no inferno. A doutrina Mórmon não pode salvá-lo da justiça divina. Somente o Jesus verdadeiro - o Deus de todo o universo - pode salvá-lo de se seus pecados, não um deus de outro planeta.

Você quer acreditar na doutrina Mórmon?

Leia abaixo uma lista de algumas doutrinas do Mormonismo. Você quer mesmo confiar sua eternidade a uma igreja que ensina essas doutrinas?

  1. 1.            O verdadeiro evangelho se perdeu na terra. O Mormonismo é sua restauração (Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, p. 635). Ensinam que houve uma apostasia e a verdadeira igreja deixou de existir na terra.
  2. 2.            Existem muitos deuses (Mormon Doctrine, p. 163).
  3. 3.            Há uma mãe deus (James Talmage, Articles of Faith, p. 443).
  4. 4.            Deus era um homem que habitava outro planeta, (Mormon Doctrine, p. 321; Joseph Smith, Times and Seasons, vol. 5, p. 613-614; Orson Pratt, Journal of Discourses, vol. 2, p. 345; Brigham Young, Journal of Discourses, vol. 7, p. 333).
  5. 5.            Depois que você se tornar um bom mórmon, terá a capacidade de se tornar um deus, (Teachings of the Prophet Joseph Smith, p. 345-347, 354).

Fonte: 

CARM - Christian Apologetics and Research Ministry 

www.carm.org

 


JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Enquete

O que você achou do nosso site?
 

Livro Grátis

CONHECAJESUS

Leitor de PDF

Baixe o Acrobat Reader

Você está em: Início Caça Lobos